sábado, dezembro 30, 2006

LUSA ATENAS


Na Coimbra de 2006 destaco algumas situações:

- O avanço das obras do Polis que vieram modificar de forma clara toda a zona junto ao rio e que dão uma enorme beleza aquela zona, com o aumento claro da qualidade de vida dos cidadãos.

- Os "mamarachos" dos prédios dos Jardins do Mondego cuja construção - numa zona contigua ao Parque Verde - está parada. O ano 2006 não trouxe soluções, só "paralisações", num processo que ainda fará correr muita tinta. Parece-me é que os "mamarachos" vão ali ficar parados ainda durante algum tempo...o que além de inadmissível prejudica toda a beleza daquela zona.

- A derrocada de dois prédios em plena baixa da cidade. Destaco, no entanto, que os serviços competentes tomaram decisões atempadas, prevendo o perigo e retirando as famílias que ali moravam. Saliento também que este facto demonstra o quão necessário é revitalizar e modernizar toda aquela zona da cidade.

- As decisões relativas ao avanço das obras do Hospital Pediátrico e as indecisões e alterações constantes ao projecto Metro Mondego.

Em termos políticos o ano 2006 veio demonstrar que só por milagre é que o PS não ganhará as próximas eleições autárquicas. Eu escreveria mesmo...só se não quiser. O Governo já demonstrou que tudo o que seja para Coimbra....parou. O próprio presidente da Câmara já demonstrou que tudo o que seja para dividir o PSD local...avançou. Já deixou entender que nas próximas eleições o partido não conta com ele. Tudo preparado assim para o PS avançar novamente para a autarquia. A estas benesses todas o PS ainda junta um "trunfo", guardado e sossegado em Bruxelas… a ver como é que param as modas.

1 comentário:

Braz Tisana disse...

Eis o maior senão o maior problema de Coimbra: a vitoria antecipada do Partido Socialista, por via da ineficácia do actual de coloração "laranja". Ou seja repete-se mais do mesmo...
O povo morre nas urnas!